• As diversas unidades de negócios da Santos Brasil Participações S.A. podem enfrentar uma forte concorrência.
  • A capacidade da Companhia de aumentar substancialmente a movimentação de contêineres depende de melhorias contínuas, expansão e manutenção da infraestrutura ferroviária e rodoviária à qual está conectada e da manutenção e melhoria do calado de seus berços de atracação.
  • Os contratos de arrendamentos dos terminais podem ser rescindidos antes do vencimento de seus prazos, mediante a ocorrência de determinados eventos, e a Santos Brasil Participações S.A. pode não receber indenizações adequadas ao valor de seus ativos ou lucros cessantes.
  • A demanda por seus serviços depende substancialmente do volume geral do comércio exterior brasileiro e um decréscimo desse volume pode afetar a Companhia de maneira adversa.
  • A Santos Brasil Participações S.A. pode não conseguir implementar com sucesso suas estratégias de crescimento.
  • A implementação de suas estratégias de crescimento exigirá investimentos significativos, podendo ser necessário que a Companhia contraia outras dívidas ou realize aumentos de capital, que podem não estar disponíveis ou, se disponíveis, podem estar sujeitos a termos não aceitáveis pela Santos Brasil Participações S.A..
  • A perda de membros de administração da Santos Brasil Participações S.A. ou a incapacidade de atrair e manter pessoal adicional na administração pode afetar a Companhia de maneira adversa.
  • As atividades da Companhia são cíclicas e sazonais por natureza, e ela pode enfrentar flutuações em seus resultados operacionais.
  • Atrasos nas vistorias da Alfândega podem afetar significativamente o fluxo de negócios no Porto de Santos e o crescimento da movimentação de contêineres.
  • As operadoras de terminais estão expostas a mudanças nas leis e regulamentos portuários que podem exigir a contratação de trabalhadores sindicalizados avulsos adicionais. Esses operários são mais caros do que a mão-de-obra regular das operadoras de terminais.

voltar

topo